Home » Posts tagged 'Articulação'

Tag Archives: Articulação

Importância da fisioterapia no tratamento da ATM e DTM

Diversos problemas que surgem na boca, ou em regiões próximas, podem não estar relacionados apenas a problemas bucais, mas sim com outras funções do organismo e regiões próximas, como é o caso da ATM e DTM.

De modo a auxiliar na identificação desse problema e na melhora da condição, neste artigo falaremos sobre o que é ATM e DTM, quais são as causas, o que elas proporcionam, as formas de tratamento e, especialmente, a importância da fisioterapia para recuperação dos pacientes que possuem essas condições.

O que é ATM?

ATM Como resolver

ATM é a designação para a sigla Articulação Temporomandibular. De modo geral, a ATM diz respeito a um conjunto de músculos e articulações localizadas na face, mais próximo da boca e da bochecha.

Esses músculos e articulações que correspondem a ATM são os principais responsáveis pela movimentação do maxilar, que é um osso do crânio, localizado na região da boca. 

Ou seja, essa é a estrutura responsável pela movimentação da arcada dentária superior, sendo um osso de fundamental importância para a estrutura dos dentes e sua movimentação.

Além disso, como o maxilar é o responsável pela movimentação da arcada dentária superior da boca, ao mesmo tempo, ele também é o responsável por diversas ações importantes que realizamos cotidianamente, tais como:

  • Mastigação;
  • Fala;
  • Abertura da boca;
  • Fechamento da boca.

O que é DTM?

Já a DTM (Disfunção da Articulação Temporomandibular), por outro lado, se refere aos problemas que podem ocorrer na ATM, comprometendo a movimentação, podendo ocorrer por diversos motivos.

Naturalmente, são problemas crônicos, ou seja, que permanecem independentemente do dia, podendo também ser resultado de movimentações inadequadas, que causam uma “inflamação” no músculo.

Para resolver essas disfunções, pode ser necessário tratamentos odontológicos variados, dependendo do nível da disfunção e o que está causando esse problema, além de procedimentos de outras áreas, também dependendo da gravidade e grau de incômodo. 

Dessa forma, para ter uma noção maior do que realmente está acontecendo, o que está causando essa condição e como solucionar, é essencial procurar um especialista.

No entanto, além disso, existem alguns sintomas que podem ser indício desse problema e auxiliar no diagnóstico e procura do profissional.

Alguns incômodos característicos dessa condição e, quando observados, fica mais fácil identificar se existe um problema relacionado à DTM são: 

  • Dores na boca;
  • Limitações para abrir a boca;
  • Dores crônicas de cabeça;
  • Zumbidos;
  • Sensação de entupimento no ouvido.

Causas da DTM

As causas dessas disfunções, como mencionado, podem ser diversas, nem sempre relacionadas exclusivamente a problemas bucais. 

Além disso, ainda hoje é uma doença pouco conhecida, ou seja, muitas vezes, é difícil de encontrar ao certo a origem dessa condição. 

Apesar disso, em certos casos, dá para identificar padrões que permitem um diagnóstico mais preciso do que originou a disfunção, como:

  • Traumas na mandíbula;
  • Postura inadequada;
  • Morder a bochecha e os lábios sem parar;
  • Apneia do sono;
  • Estresse de modo geral.

Como essa condição pode estar muito relacionada ao estresse, existem diversos especialistas que afirmam que ter hábitos saudáveis pode ser o suficiente para prevenir a DTM, pois o estresse pode ser o principal influenciador das outras causas citadas em nossa lista.

Nesse sentido, evitar o estresse é ainda mais importante pois pode ajudar a prevenir de diversos distúrbios, problemas psicológicos e doenças corporais.

Por isso, a recomendação é sempre, além do acompanhamento profissional e tratamento indicado, ter hábitos saudáveis, tanto relacionados à alimentação como práticas de exercícios físicos, evitando o desgaste emocional e físico.

Além disso, evitar problemas com vícios, como bebidas alcoólicas e cigarro, também é muito importante. Esses vícios também atrapalham a busca de uma vida saudável e, além disso, podem trazer sérios problemas para a saúde física, mental e dos dentes.

O cigarro, por exemplo, desgasta os dentes e pode, inclusive, apodrece-los. 

Em casos mais “leves”, quando o vício foi controlado, o cigarro pode apenas tornar os dentes amarelos, fazendo com que as pessoas precisem de tratamentos estéticos para recuperar a tonalidade branca, como o clareamento dental.

Já em outros casos, prejudica-se toda a estrutura, impactando até na movimentação da arcada, o que pode intensificar os problemas com a DTM.

Tratamentos para DTM

Visto que é possível prevenir esse distúrbio tendo uma vida mais saudável, controlando hábitos prejudiciais e cuidando da saúde mental e física,é essencial manter boas práticas na rotina. 

No entanto, reconhecer os tratamentos e controles para a doença também é imprescindível para a manutenção da saúde, principalmente porque os traumas também podem ser responsáveis pela origem do quadro.

Por isso, é importante entender um pouco mais sobre os possíveis tratamentos para esse tipo de problema, onde procurar e como eles funcionam.

O tratamento escolhido para essa condição depende muito do grau de avanço da doença. 

Quando esse distúrbio afeta a movimentação da mandíbula e outras áreas conectadas a ela, pode ser necessário realizar fisioterapia para ir retomando a condição normal de mobilidade, reduzindo possíveis tensões musculares.

Quando é recomendado a fisioterapia para correção de problemas na Articulação Temporomandibular, ela pode ocorrer em 3 fases. Confira:

Primeira fase

Os primeiros passos para tratamento dizem respeito ao controle das dores relativas a essa condição, soltando a musculatura afetada. 

Assim, alguns exercícios podem ser necessários para o relaxamento e movimentação, sendo distribuídos em etapas como:

  • Relaxamento da musculatura orofacial e cervical;
  • Soltura da musculatura intraoral;
  • Movimentações para amenizar a dor no local;
  • Controle dos processos inflamatórios que podem acontecer.

Segunda Fase

Na segunda fase, o foco é mobilizar as áreas afetadas, essencialmente a coluna cervical, a própria articulação temporomandibular, além de realizar exercícios para melhora da postura que também pode ser afetada pela dor ocasionada na região.

Terceira fase

A terceira e última fase tem o foco principal em ativar as musculaturas afetadas e reposicionamento da mandíbula, que pode estar inadequada – principalmente em quadros de trauma – de modo que a condição seja controlada.

Dessa maneira, a fisioterapia tem como objetivo soltar, relaxar, ajeitar e estimular as musculaturas e articulações afetadas, evitando que esse problema continue atrapalhando a vida dos pacientes.

Mais ainda, por conta do longo período que as pessoas passaram tendo esse distúrbio, pode ser necessário um acompanhamento psicológico para readequar a rotina e questões de ansiedade, justamente por ser uma condição bastante problemática para quem a tem.

Além disso, outros tratamentos podem ser necessários para recuperação da cavidade oral, já que sua estrutura também pode ser afetada, como os dentes que podem sofrer com uma higienização inadequada devido a mobilidade reduzida, ou mesmo com quadros como o bruxismo que podem ocasionar a quebra das estruturas.

Em casos mais graves, em que a fisioterapia não foi o suficiente para recuperar e melhorar a condição da articulação, pode ser necessário um processo cirúrgico, principalmente para reposicionamento da mandíbula.

Impactos da DTM na saúde bucal e procedimentos para correção

Como a DTM é uma disfunção que afeta o posicionamento do maxilar e da mandíbula, ela pode acabar afetando também a posição da arcada dentária. 

Em casos mais sérios, inclusive, ela pode mover totalmente partes dos dentes, deixando-os completamente tortos e fora de lugar.

Isso pode inclusive acontecer com o tempo, sendo também um dos sintomas de que a pessoa possui essa condição. 

Se ela perceber que a mordida está danificada, pode ser um sinal importante de que ela possui uma disfunção temporomandibular e precisa consultar um especialista. 

A mudança estrutural dos dentes é um dos problemas mais comuns encontrados em consultórios odontológicos, e os especialistas possuem diversas formas de tratar esse tipo de situação. 

Cabe ressaltar ainda, que o próprio mau posicionamento dentário pode ser um fator de risco para a DTM. 

Isso porque a movimentação para realizar a mordida pode contribuir para um processo de inflamação da musculatura, já que pode ser inadequada e forçar o movimento para que a mastigação, por exemplo, seja feita com qualidade.

Deste modo, é importante também realizar o devido acompanhamento desse quadro, independentemente de ser uma consequência ou origem da DTM.

O tratamento com aparelho ortodôntico, por exemplo, é muito recomendado para pacientes que possuem problemas estruturais na mordida e precisam passar por um processo de correção. 

Ele é indicado quando o paciente possui dentes separados, mordida incorreta, diferença na posição da arcada dentária superior e inferior, dentes tortos, entre outros quadros, como apinhamento e má oclusão.

Dessa forma, o tratamento com aparelho dentário é muito comum nas clínicas e consultórios de odontologia, principalmente pelos benefícios proporcionados e pela grande variedade de modelos de aparelhos que existem, como o aparelho fixo, móvel, invisível e transparente. 

Em relação aos modelos, cada uma das estruturas para aparelhos possuem uma aparência e funcionam de maneira específica para a correção dentária, devendo ser escolhidas conforme a necessidade do quadro, além dos desejos e hábitos do paciente. 

Para isso, profissional e cliente devem realizar um planejamento adequado e, em comum acordo, escolher o melhor tratamento.

Outro tratamento que pode ser necessário e que ajuda na correção da estrutura dos dentes é a lente de contato dental.

Nesse caso, o procedimento pode ser indicado para corrigir aspectos como quebras e manchas na estrutura dental originados pela DTM.

Além disso, a colocação da lente pode ser realizada para outros aspectos estéticos, como alinhamento do sorriso e correção de sua coloração e dimensão, contribuindo para a autoestima do paciente.

Procure ajuda sempre que necessário

Como vimos, a DTM pode ser uma disfunção bastante incômoda e, se agravada, pode trazer sérios problemas para a vida e saúde geral.

Entre diversas recomendações, é preciso destacar que alguns quadros da DTM podem ser evitados/controlados de maneira relativamente simples, bastando viver uma vida com hábitos saudáveis e cuidando bem dos dentes.

Entretanto, ao primeiro sinal de que você pode possuir essa disfunção, é importante buscar ajuda. 

A DTM pode afetar diretamente a qualidade dos dentes e a qualidade de vida ao impactar outras regiões do corpo, podendo, inclusive, em casos mais graves, fazer com que as pessoas percam os dentes e precisem utilizar um implante dentário ou demandem terapias mais intensas para correção de postura e redução de dores diversas.

Dessa forma, ter hábitos saudáveis, cuidar bem da higienização bucal e buscar ajuda de especialistas é uma ótima maneira de prevenir e controlar diversas doenças relacionadas à saúde da boca, que podem afetar diretamente a saúde física e mental, trazendo sérias consequências.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações, dicas e conteúdos ricos sobre os cuidados com a saúde física e mental.