Home » Doenças » Tudo Que Precisa Saber Sobre A Síndrome Do Impacto No Ombro

Tudo Que Precisa Saber Sobre A Síndrome Do Impacto No Ombro

Você já ouviu falar sobre a Síndrome do Impacto no Ombro, suas causas e complicações?

Conhecida também, como Síndrome do Manguito Rotador, que está relacionada aos músculos e tendões.

Sendo esse, os que possuem a função de estabilizar o ombro. Mas, que nesses casos, sofrem algum tipo de lesão.

Em geral, ela está muito relacionada a atletas que utilizam os membros superiores em sua atividade.

Também, quem trabalha fazendo movimentos repetitivos e pesados no ombro. Agindo assim, sobre os quatros músculos dessa região.

Desse modo, continue lendo para saber mais sobre seus sintomas e possíveis causas.

Pois, casos você apresente alguns deles, será necessário procurar um médico. Que irá então, indicar um tratamento adequado!

O Que É Síndrome Do Impacto No Ombro?

O Que É Síndrome Do Impacto No Ombro

A Síndrome do Impacto no Ombro, destina-se a problemas que ocorrem no músculo indicado em sua nomenclatura.

Logo, quando há lesões estruturais nesta região. Geralmente, causadas por quadros de tendinite.

Ou então, de rupturas do tipo parcial ou até mesmo total dos tendões, sendo a segunda mais grave.

Impedindo assim, que a região se mantenha estabilizada. O que faz com que os sintomas comecem a aparecer.

Na região do ombro, encontramos o manguito rotador, um conjunto formado por 4 músculos, sendo eles:

  • Infraespinhal;
  • Supraespinhal;
  • Redondo menor;
  • Subescapular.

Que possuem funções motoras e estabilizadoras na região do ombro. Envolvendo ainda, seus ligamentos e tendões.

Desse modo, lesões nesta região costumam ter como causa as inflamações por:

  • Irritação;
  • Desgaste;
  • Impacto pelo uso excessivo de sua articulação.

Por isso que ela é comum em atletas e pessoas que utilizam muito o músculo. Fazendo assim, repetições excessivas e carregando muito peso.

Características Do Quadro Clínico:

Podemos dizer, que a Síndrome do Impacto no Ombro possui então, três fases.

Indo desde a mais leve até a mais graves. Mas, em todas há sintomas sendo possível identificar.

Ou seja, geralmente por meio de dores e limitações físicas na região de forma clara.

Em geral, mulheres tem propensão a relatar casos de incapacidades. Enquanto que, os homens descrevem mais quadros de dor.

Além disso, as dores costumam ser espontâneas, e podem ser agravadas após esforço na região.

Normalmente, as dores aumentam durante o período da noite. Uma vez que, acontece o estiramento das partes moles.

Portanto, se tornando mais fácil sua identificar a evolução do quadro clínico, que poderá ser classificado como:

  • Primeira fase: comum em pessoas com até 25 anos de idade, os sintomas são dores agudas, edemas e hemorragias. Geralmente causada por atividades físicas ou trabalho excessivo, e sua recuperação é tratada com repouso.
  • Segunda fase: afetando assim, pessoas na faixa entre 25 e 40 anos de idade. Aqui, já se torna evidente os processos inflamatórios na região. Originando uma fibrose e/ou tendinite.
  • Terceira Fase: em geral, é identificada em pacientes acima dos 40 anos. Na qual, há lacerações parciais ou totais dos 4 músculos da região. Ou então, do bíceps braquial que leva a alterações ósseas.

Vale ressaltar, que quando mencionamos repouso, esse não é de apenas horas. E sim, dias, que irão variar de acordo com o estado do paciente.

Síndrome Do Impacto No Ombro: Sintomas, Causas E Tratamento

Síndrome Do Impacto No Ombro Sintomas, Causas E Tratamento

Agora que você já sabe mais sobre essa síndrome, iremos analisar outros aspectos, confira!

1. Principais Sintomas:

Então, antes de procurar uma avaliação médica, esteja atento aos seguintes sintomas:

  • Dores no ombro: que surgem ao levantar o braço e as persistentes quando se encontra em repouso, na frente ou na lateral.
  • Inchaços: que aparecem na região/ombro afetada;
  • Dificuldades em mexer o braço: principalmente para trás ao levantar, notável ao tentar se vestir e prende os cabelos.
  • Perda da força: caracterizada pela fraqueza nos músculos da região.

Como dito, anteriormente, os sintomas costumam piorar no período da noite.

Uma vez que, ao final do dia os esforços cessam e o músculo começam a relaxar.

Também, é possível haver a perda momentânea de movimentos, em casos mais graves.

Para que um diagnóstico seja obtido, é necessário procurar um fisioterapeuta, ortopedista ou clínico geral.

Logo, sendo possível o pedido de exames como ultrassom, radiografia e a ressonância magnética na região.

Desse modo, identificando se realmente há uma lesão. Assim como, qual o grau na qual ela se encontra.

2. Possíveis Causas Da Síndrome:

Em resumo, podem existir inúmeras causas para a ocorrência dessa síndrome, sendo as principais:

  • Desgaste contínuo das articulações;
  • Danificação dos tendões pela repetição;
  • Surgimento de esporões no osso causando irritações;
  • Muito tempo levantando pesos.

Por isso, se você pratica atividades físicas do tipo ou trabalha com movimentos repetitivos no braço.

Bem como, possua mais de 40 anos de idade. Esteja atento aos possíveis sintomas!

3. Tratamentos:

Para a Síndrome do Impacto no Ombro, recomenda-se um tratamento de redução das inflamações.

Direcionadas assim, as articulações e sua regeneração. Combinadas de repouso da região afetada.

  • Gelo: aplicações no local para reduzir inchaço.
  • Fisioterapia: em alguns casos, para recuperar a força e estabilidade.

Além disso, alguns remédios podem ser recomendados para aliviar os sintomas, tais como:

  • Diclofenaco, Cetoprofeno ou Dipirona – mais comum.
  • Injeções de corticoides na articulação em casos do dor persistente.

No entanto, não existe uma regra quanto ao prazo do tratamento. Pois, varia em cada paciente.

Podendo então, ir de cerca de 2 semanas até meses. Mas, caso a dor prolongue ainda assim, recomenda-se a cirurgia do local.

Uma vez que, será preciso um procedimento mais específico para reparação das lesões, por exemplo:

  • Abertura da pele.
  • Artroscopia – uso de instrumentos diferenciados e microcâmera.

Em ambos os casos, após cirurgias o paciente deve ter repouso e realizar fisioterapia.

Conclusão

Síndrome do Impacto no Ombro  Conclusão

Em síntese, a Síndrome do Impacto no Ombro é uma lesão nos músculos existentes na região do ombro.

Acarretando assim, na perda de estabilidade do local. O que, pode causar sintomas como:

  • Dores;
  • Inchaços;
  • Fraqueza;
  • Limitações físicas.

De maneira geral, sua causa é a repetição excessiva de movimentos na região do ombro.

Podendo ainda, ser combinadas ao esforço com peso. Logo, comum a atletas e pessoas que carregam muito peso diariamente.

Lembrando que os sintomas pioram a noite e com isso é possível notar quando o quadro se agrava!

Conhece algum amigo que gostaria de saber sobre este assunto? Compartilhe este artigo em suas redes sociais!


Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.