Home » Fisioterapia » Para Que Serve A Fisioterapia Motora? Descubra Suas Utilidades

Para Que Serve A Fisioterapia Motora? Descubra Suas Utilidades

A Fisioterapia Motora é um tratamento que visa prevenção e recuperação de pacientes específicos.

Sendo aqueles que internados e acamados, ou com problemas relacionados a coluna.

Evitando assim, que ao estarem parada suas funções motoras sejam comprometidas.

Ou, nos casos da coluna, ela comprometa o corpo e suas funções. Pois, ela é a estrutura que sustenta o corpo.

Assim como, visa ainda a diminuição de dores através dos estímulos de suas funções corporais. Que diminui também, as possíveis alterações do sistema sensitivo e motor.

Para saber mais, continue lendo. tire suas dúvidas sobre essa modalidade de fisioterapia e descubra sua importância!

O Que É Fisioterapia Motora?

O Que É Fisioterapia Motora

A Fisioterapia Motora, é um tratamento importante para realizar a restauração funcional de pacientes.

Ou seja, diminuindo as incapacidades de sua condição, através da reabilitação ou prevenção.

Desse modo, ela impede o declínio funcional, que significa uma perda das capacidades para realizar atividades cotidianas.

Bastante associada, com casos de estadia hospitalar, para os pacientes acamados. Dando então, continuidade durante certo tempo, após sua alta.

Muitas vezes, o declínio funcional é resultado de outras causas como, por exemplo:

  • Longos períodos de internação;
  • Falta da reabilitação doméstica;
  • Custos médicos que interrompem o tratamento;
  • Aumento da mortalidade.

Além disso, diversos estudos mostram que apenas 7 dias acamado. O paciente já pode perder 30% de sua força muscular.

E, para cada semana adicional, existe o risco de perdas em 20%. Para pacientes críticos em condições de internação, a incidência fica entre 30 a 60% desses casos.

Logo, atualmente, muito se fala e estuda sobre essa fisioterapia de reabilitação, que é feita de forma precoce.

Ou seja, ela já começa no próprio hospital, durante o tempo de internação do paciente.

No qual, fisioterapeutas iram estimular músculos com exercícios. Sem que, o paciente necessite sair da cama, o que muitas vezes nem é possível.

Mas, nos casos de problemas posturais, a prevenção se dá de forma diferente.

Sendo então, feita em sessões periódicas, sem que haja a necessidade de internações.

Uma vez que, o paciente ainda não sofre nenhuma lesão, e sim, apenas o risco de uma se não fizer tratamento.

Detalhes Sobre O Tratamento:

Em resumo, esse tipo de fisioterapia tem como função prevenir e reabilitar pacientes.

Dessa forma, maximizando suas funções corporais, e reduzindo a ocorrência de dores pela lesão ou falta de postura.

Em geral, elas são relacionadas ao sistema sensitivo e motor, e os casos mais tratados são:

  • Osteoartrose;
  • Hérnia de disco;
  • Tendinite;
  • Alterações na postura;
  • Estiramentos e contraturas musculares;
  • Ligamentos lesionados;
  • Reabilitação pós-fraturas;
  • Pós-operatório em casos de cirurgia ortopédica.

Existem ainda, diversas outras condições que podem necessitar desse tipo de tratamento.

Qual O Método Usado Na Fisioterapia Motora?

Método Usado Na Fisioterapia Motora

Portanto, esse método de tratamento tem por objetivo, prevenir ou reabilitar pacientes, por meio da estimulação motora.

Dessa forma, fisioterapeutas irão realizar os estímulos motores e funcionais.

Impedindo então, que pacientes tenham funções comprometidas. Ou seja, não conseguindo voltar a ter um estilo normal de vida devido a limitações físicas.

Portanto, o tratamento visa a atividade física mesmo no leito, com auxílio de profissionais especializados. E, estimular a retirada precoce desses pacientes acamados de seu leito.

  • Benefícios: melhorias nas funções respiratórias e consciência. Aumenta a autonomia funcional, elevado a resistência muscular e a força é recuperada. Melhorando também, flexibilidade nas articulações, bem-estar mental e aptidão cardiovascular.

Por fim, acelerando sua recuperação e diminuindo riscos de limitações motoras no futuro.

Já, para os casos de prevenção, são realizadas sessões. Sendo seu benefício, a diminuição de riscos de traumas e lesões.

Assim como, a reeducação postural, melhorando sua qualidade de vida e diminuindo/eliminando as dores.

Como É Feita A Fisioterapia Motora?

Como É Feita A Fisioterapia Motora

Portanto, os tratamentos de fisioterapia motora, tem por objetivo cuidar dos traumas ortopédicos.

Sendo assim, feitos com técnicas específicas para cada causa. Bem como, seus protocolos.

Fazendo um processo de reabilitação do paciente, e em alguns casos, a prevenção.

Através do incentivo e promoção de sua saúde físico-motora. Permitindo então, que ele retome sua vida cotidiana, o mais rápido que puder.

Justamente por isso, que podemos classificar em 3 tipos de tratamento. E, a seguir irei falar sobre eles.

1. Preventivo:

Aqui, primeiramente, serão necessárias avaliações do paciente. Feita em detalhes, mapeando sua condição.

Em geral, são aos pacientes em que se observa problemas como má postura e desequilíbrios musculares.

Que ao decorrer do seu dia-a-dia, podem acarretar traumas do tipo fratura. Assim como, lesões que comprometem suas funcionalidades.

Sendo comumente agravadas, por movimentos excessivos ao realizar atividades em seu trabalho.

Portanto, devido à falta de tempo para que o sistema musculoesquelético se recupere. Logo, a fisioterapia irá:

  • Educar pacientes novos hábitos posturais;
  • Realizar a manutenção das funções desse sistema.

2. Reabilitativo Pós-lesões:

Infelizmente, nem toda lesão consegue ser impedida. Isso porque, ela pode ocorrer:

  • Competições;
  • Treinamentos específicos;
  • Atividades cotidianas.

Em geral, em atletas e pessoas que trabalham com pesos, ou em situações de risco.

Desse modo, o tratamento tomado visa retomar o estilo de vida do paciente. Ou seja, sem que ele tenha prejuízos.

Afetando assim, futuramente, a retomada de todas suas capacidades funcionais do corpo.

Levando este a não conseguir realizar determinadas atividades. Uma vez que, a falta de estímulo levou a uma limitação.

3. Reabilitativo Pós-operatório:

Já em casos nos quais, passou por alguma cirurgia ortopédica, esse tratamento se faz essencial.

Uma vez que, ele fará um acompanhamento contínuo. De modo que, será possível acompanhar e gerar evolução na recuperação do paciente.

  • Auxiliando na cicatrização da região lesionada;
  • Diminuindo riscos de fraqueza muscular pela imobilização;
  • Estimulando sua movimentação;
  • Reduzindo a ocorrência de hipotrofia.

Sendo assim, o paciente irá se recuperar totalmente, podendo retomar sua vida normal.

Do contrário, por estarem acamados, na maioria das vezes. O paciente pode ter perdas funcionais.

Conclusão

Fisioterapia Motora Conclusão

Desse modo, vimos que a Fisioterapia Motora é feita em três diferentes casos:

  • Preventivos;
  • Reabilitação Pós-lesões;
  • Reabilitação Pós-operatórios.

Visando assim, o tratamento eficaz recuperando o estilo de vida do paciente.

Através do estímulos motores e sensitivos. Que impedem então, que suas funções e capacidades sejam comprometidas futuramente, em limitações.

Sentiu falta de alguma informação? Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe nas redes sociais!


Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.