Home » Fisioterapia » Qual A Importância Da Avaliação Fisioterápica?

Qual A Importância Da Avaliação Fisioterápica?

A Avaliação Fisioterápica é primeira fase antes de qualquer método de fisioterapia ser aplicada.

Ou seja, é quando paciente e médico irão realizar avaliações. Para que seja possível identificar o que deverá ser tratado em seu corpo.

Desse modo, sendo feita uma coleta de informações que irá determinar como serão realizadas suas sessões.

Independentemente do diagnóstico recebido antes desse encaminhamento. Se faz necessário essa nova análise.

Sendo assim, será levado em consideração diversos fatores da vida do paciente, antes de determinar seu tratamento.

Então, para saber mais essa avaliação fisioterápica, continue lendo e tire as suas dúvidas sobre acerca do assunto!

O Que É Avaliação Fisioterápica?

O Que É Avaliação Fisioterápica

Portanto, essa avaliação é quando paciente e fisioterapeuta possuem primeiro contato.

Logo, realizando certos exames avaliativos para coleta de dados. Que serão então, utilizados para identificar:

  • Dificuldades;
  • Capacidades;
  • Áreas com alterações.

Após então, avaliar o paciente, as informações serão então interpretadas em conjunto.

Para que se possa criar um correto tratamento, sob medida. Atendendo assim, as necessidades específicas deste.

Ou seja, o fisioterapeuta irá criar um planejamento com objetivos e ações específicas para sua melhora.

Uma vez que, para cada indivíduo existem particularidades, mesmo quando ele apresenta um tipo comum de problema.

Do contrário, tratar todos com uma base igual não será eficaz. Pois, as sessões devem ser adaptadas a cada necessidade para correto funcionamento.

Além disso, deve-se ainda levar em consideração outras particularidades do paciente, tais como:

  • Sua saúde em todos os aspectos;
  • Outras doenças e condições;
  • Alimentação e práticas físicas;
  • Profissão e outras obrigações sociais.

Logo, sendo possível traçar um perfil funcional deste. Que não é possível identificar no laudo médico.

Em geral, estes não costumam conter todas as informações sobre a vida do paciente.

Porque Existem Todas Essas Especificações?

A alguns anos, a fisioterapia sobre algumas mudanças. Deixando assim de ser uma profissão técnica, para uma autônoma.

Mudando a sua abordagem terapêutica, que antes visava as consequências de uma doença.

E hoje, visa priorizar a saúde como um todo. Ou seja, em todas as suas funcionalidades e os possíveis impactos do ambiente.

Sendo aquele, no qual o indivíduo se encontra inserido, e desempenha tarefas cotidianas.

Para se atingir uma real e correta reabilitação. Logo, mostrando a importância do perfil funcional.

Uma vez que, não se deve tratar uma pessoa baseada em um conjunto de outras.

Já que podem haver diferentes particularidades de um mesmo problema. Bem como, cada uma delas apresenta diferentes características e ambientes próprios de vida.

Qual A Importância Da Avaliação Fisioterápica?

Importância Da Avaliação Fisioterápica

Desse modo, a avaliação fisioterapêutica é o caminho para definir um tratamento ideal.

Através assim, da descoberta de todos os aspectos que envolvem a vida do paciente.

Ou seja, servindo apenas para um diagnóstico no campo da fisioterapia. Se diferenciando do campo médico, pois, irá analisar:

  • Biomecânica;
  • Anatomia;
  • Fisiologia;
  • Cinesiologia.

Considerando acima de tudo, a individualidade biológica do paciente em questão.

Desconsiderando tratamentos padrões baseados em grupos. Logo, esse tipo de avaliação irá permiti um diagnóstico diferenciado, com base em sua:

  • Saúde, ocupação, lazeres, atividades, alimentação, etc.

Por fim, voltando-se ainda a postura do paciente, também sem se analisar de forma padrão.

Não levando em consideração apenas sua forma estática. Como também, a forma como ela se dá ao se posicionar antes dos movimentos.

Afinal de contas, a postura é uma das principais recorrências dentro desse campo de tratamento.

Logo, seu comprometimento e de sua movimentação, são as maiores causas de lesões musculoesqueléticas.

Pois, é o componente corporal responsável por sustentar o corpo. E, quando afetada, outras funções e órgãos também serão.

O Que Compromete A Postura?

Desse modo, se a postura afeta nossa sustentação, e outras funções e órgãos do corpo.

É preciso estar atento aos fatores que podem desencadear doenças, síndromes, etc. Tais como:

  • Ambientais: sociedade, ocupação, alimentação, etc.
  • Cognitivos: relacionados aos estímulos emocionais;
  • Modulares: que se referem aos músculos, nervos, articulações, etc;
  • Apoio: em geral, relacionada às características respiratórias;
  • Biomecânicos: ligado a anatomia, antropometria e funções corporais.

Logo, mostrando a diferença entre o campo medicinal e fisioterapêutico. No qual, o segundo faz uma análise individualista e aprofundada.

Como Se Faz A Avaliação Fisioterápica?

Como Se Faz A Avaliação Fisioterápica

Já que, a Avaliação Fisioterápica possui a função de analisar todos os aspectos que envolvem o problema do paciente.

Desse modo, ela é feita em duas partes. A anamnese e o exame físico, falaremos mais a seguir.

1. Anamnese:

Caracterizada por uma série de questões investigativas a serem respondidas junto ao paciente.

Permitindo a coleta de seus dados de forma ampla. E, que pode ter informações também do laudo médico.

Então, primeiramente, será preenchido os dados de identificação do paciente.

  • Nome;
  • Sexo;
  • Idade;
  • Diagnóstico médico;
  • Encaminhamento.

Depois, outras perguntas serão feitas, para ser possível coletar dados de históricos tais como:

  • Doenças atuais;
  • Doenças pregressivas;
  • Social – estilo de vida;
  • Familiar.

Por fim, podemos encontrar a chamada “Queixa Principal”. Que o relato do próprio paciente, sobre o que ele sente.

2. Exame Físico:

Após a coleta de dados, chega a hora de avaliar o quadro do paciente. Para então, determinar seu tratamento fisioterapêutico.

  • Palpação: esse exame tem por objetivo avaliar tecidos moles, localização da dor, áreas com espasmos musculares, possíveis edemas e a temperatura da região afetada. Devendo assim, ser feito precisamente e com sutileza para que nada seja despercebido.
  • ADM: ou Amplitude do movimento, é a observação de articulações que impedem determinados movimentos. Estando diretamente relacionada ao sistema musculoesquelético.
  • Força Muscular: feita com testes manuais, pode ser feito de diversas forças. Mas, em geral se usa o sistema de Stolove Hays, que utiliza movimentação x gravidade.
  • Sistema neurológico: visa a avaliação de nervos periféricos e cranianos, funções motora e sensorial, e o status mental.

Conclusão

Vimos neste conteúdo, como funciona e qual a importância da Avaliação Fisioterápica.

Que proporciona então, através de um estudo individual de cada paciente e suas condições gerais. Um tratamento adequado para suas lesões/condições.

Proporcionando assim, uma recuperação com base em suas reais particularidades.

E não, por meio de uma avaliação de grupo. Ou seja, dos sintomas comuns a determinadas problemáticas.

Se você gostou desse artigo, deixe seu comentário e compartilhe!


Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.