Coworking e trabalho em equipe: duas maneiras de impulsionar seus negócios

As atividades de trabalho em equipe costumavam evocar imagens de empurrar as cadeiras do escritório em um círculo e jogar jogos chatos para quebrar o gelo. Você pode até ter que se levantar e fazer “quedas de confiança” e participar de dramatizações, fingindo ser um colega irado ou um cliente difícil.

Felizmente, isso mudou, e as experiências de trabalho em equipe agora podem envolver atividades complexas e envolventes que ajudarão a unir as pessoas de uma maneira totalmente nova . Já se foi o tempo em que um desdém compartilhado por eventos de team building era o que unia uma equipe, agora é um verdadeiro deleite e diversão.

Os escritórios tradicionais também podem ser acusados ​​de serem uma relíquia do passado. Cada vez mais empresas, pequenas e grandes, juntamente com freelancers e trabalhadores remotos, estão optando por alugar um local em um escritório de coworking em vez de encontrar um escritório completo para alugar ou, no caso de pessoas físicas, trabalhar em casa.

Além de razões financeiras (você descobrirá que alugar um escritório de coworking tem um preço muito mais razoável do que encontrar um complexo de escritórios inteiro), empresas e indivíduos estão descobrindo que o coworking pode fornecer muitas das características de uma boa atividade empresarial. Trabalho em equipe. Neste blog, dividimos cinco motivos pelos quais você pode encontrar toda a diversão de uma atividade moderna de construção de equipes em um escritório de coworking como o beeworkrp.com.br.

1. Tire você da sua zona de conforto

Uma ótima atividade de construção de equipe o levará a fazer algo novo e empolgante que você nunca fez antes. Quando se trata de freelancers , se você sempre trabalhou em casa com um endereço fiscal ou em um café, a ideia de entrar em um escritório com tantas pessoas novas pode ser assustadora – assim como no primeiro dia de aula! Você também pode ter essas borboletas se mudar uma pequena empresa de um escritório particular para um coworking.

Beework oferece um espaço caloroso e acolhedor para começar a construir novos relacionamentos, profissionais e pessoais, e você se sentirá em casa em nenhum momento. Semelhante ao trabalho em equipe, começar pode ser a parte mais difícil, mas assim que você pegar o jeito das coisas, vai esquecer os nervos iniciais.

Assim que tiver o layout do terreno, você o encontrará.

2. Coworkings aproximam as pessoas

Os escritórios de coworking , pela sua própria natureza, aproximam as pessoas. Como diz o velho ditado, “são necessários todos os tipos para fazer um mundo”, e são necessários todos os tipos de pessoas e empresas para fazer um coworking. Se você escolher uma mesa em uma área compartilhada, poderá se sentar ao lado de alguém que trabalha em uma área completamente diferente da sua.

O Beework já abriga de tudo, desde programadores e desenvolvedores da web a especialistas em SEO e designers gráficos. Assim como um bom trabalho em equipe pode reunir pessoas que trabalham em diferentes áreas, um escritório de coworking pode fazer o mesmo todos os dias!

Barcelonatours.net é um exemplo perfeito , já que estamos sentados ao lado de uma empresa de beleza, algo completamente alheio ao planejamento de eventos e formação de equipes em Barcelona. Em vez disso, você pode encontrar dois programadores sentados juntos, três designers gráficos sentados juntos, quatro especialistas em SEO sentados juntos –  as possibilidades são infinitas!

Todas essas pessoas diferentes criam um senso de comunidade compartilhando o mesmo espaço de trabalho. Seja para fazer amizade com seu vizinho ou encontrar alguém na cafeteira e dar risadas às segundas-feiras, ou melhor ainda, às sextas-feiras, as oportunidades de interação social com novas pessoas estão sempre presentes. Isso nos leva muito bem ao ponto número três.

3. Oportunidades para networking, inovação e colaboração

Um novo ambiente e novas pessoas, é claro, trazem novas oportunidades. Durante um evento de team building, conhecer pessoas de diferentes partes de um negócio e / ou empresas diferentes é parte do que ajuda a impulsionar a atividade. Se as empresas desejassem que tudo em seus negócios permanecesse igual, não haveria necessidade de tal evento! Encontrar pessoas nesses ambientes leva a conversas mais ricas no início, pois geralmente elas precisam se conhecer melhor para atingir um objetivo comum.

Em um escritório de coworking , conexões semelhantes podem ser feitas no dia-a-dia, tudo o que você precisa fazer é pedir ! Quer você encontre um colaborador ou não , novas ideias podem vir dos lugares mais estranhos. Uma conversa com alguém do coworking pode inspirá-lo a lidar com um problema que você está tendo, por sua vez, eles podem inspirá-lo! Essa pessoa pode conhecer alguém que possa ajudá-lo e vice-versa. Assim como acontece com o trabalho em equipe, uma discussão com as pessoas ao seu redor tem o potencial de ajudar todos a ter um melhor desempenho e atingir objetivos comuns ou pessoais.

Como empresa, o Beework encontrou muitos colaboradores no coworking para ajudar em vários aspectos do nosso negócio, prova de que o  networking  no escritório pode levar a novas relações comerciais. Você pode encontrar a pessoa exata de que precisa para ajudá-lo na próxima etapa de sua jornada de negócios simplesmente interagindo com a comunidade de coworking. Você também pode descobrir que, por meio dessas novas conexões, encontrará um pouco mais do número quatro.

4. Motivação e positivismo

O objetivo final das atividades de construção de equipe motiva sua equipe e promove uma atitude positiva. Em um escritório particular ou quando você trabalha em casa, pode ser difícil encontrar a motivação necessária para trabalhar duro todos os dias. O coworking é um ambiente muito mais dinâmico e você descobrirá que simplesmente entrar em um espaço de escritório compartilhado pode fornecer um novo ímpeto e propósito ao seu trabalho.

As pessoas chegarão em horários diferentes com ideias diferentes e não há uma sensação geral de trabalho pesado das nove às cinco (mesmo que essas sejam suas horas de trabalho!). Você estará cercado todos os dias por outras pessoas que estão trabalhando em prol de seus próprios objetivos e, como mencionamos acima, elas podem ajudá-lo a alcançar os seus. Isso cultiva um ambiente motivador em que não há dois dias iguais e sempre há algo novo para descobrir.

E de que adianta tanto trabalho se você não consegue curtir o número cinco?

5. Celebrando

Finalmente, Beework dá a todos os seus membros a oportunidade de comemorar, seja em uma ocasião especial ou não! A celebração é uma parte fundamental do trabalho em equipe, pois é o momento em que todos podem relaxar totalmente e aproveitar o tempo para avaliar, processar e, provavelmente, rir de tudo o que aconteceu! Quer você tenha ganhado ou perdido, chegue em algum lugar no meio ou participe de uma atividade onde toda a sua equipe trabalhou junto, todos se juntando no final para relaxar e comemorar por estarem juntos é vital.

Esqueça de ir à festa de Natal para conversar com seus colegas uma vez por ano; O Beework oferece oportunidades a cada mês para as pessoas se reunirem e brindarem a … bem, a qualquer coisa! Por exemplo, uma vez por mês eles oferecem Bebidas, convidando todos no escritório para tomar uma cerveja grátis (ou duas!) E conversar com seus colegas de trabalho.

Eles também têm várias grandes festas por ano, como Carnaval (em fevereiro), Halloween (outubro) e, claro, a festa de aniversário do Beework! É uma oportunidade para as pessoas se conhecerem em um ambiente divertido e relaxante, o que pode ser crucial para formar amizades duradouras no escritório. Esses eventos são especialmente úteis para freelancers, muitos dos quais podem ter trabalhado em casa ou em cafés. É uma boa oportunidade para se empenhar em conhecer novas pessoas no escritório.

Conheça: Endereço Fiscal em Ribeirão Preto.

Qual a relação do sono para aprender

Dormir prepara nossas mentes para o aprendizado futuro: estudos mostram que sonhar tem uma grande influência no aprendizado e até na consolidação da memória.

No passado, expressamos por que o sono é tão importante para o aprendizado. Aprendemos que dormir permite que nosso cérebro se lembre do que é importante e que prepara nossa mente para o aprendizado futuro. Fornecemos até dicas sobre como ter uma noite de sono melhor e curar sua insônia.

O motivo de estarmos tão interessados ​​no sono é que as pesquisas deixaram bem claro que o sono é essencial para otimizar a saúde do cérebro e para o desempenho cognitivo. Sem ele, simplesmente não temos um bom desempenho.

Mas e quanto a sonhar: você já se perguntou o que sonhar tem a ver com tudo isso? Sonhar também desempenha um papel em nosso aprendizado?

Acontece que algumas pesquisas sugerem que sonhar, separado de apenas dormir, desempenha um papel na preparação de nossos cérebros para o aprendizado. Parece ter uma grande influência no aprendizado e na consolidação da memória.

Estudo descobriu que dormir e sonhar ajudam a consolidar a memória

Acontece que sonhar desempenha um papel importante em reunir suas memórias e ajudá-las a se tornarem permanentes.

O estudo

De acordo com um estudo da Harvard Medical School sonhar permite que o cérebro faça conexões entre novas informações e experiências anteriores, ajudando-nos a lembrar melhor o que acabamos de aprender.

No estudo, 99 participantes foram treinados para navegar em um labirinto virtual por 45 minutos. Naquela época, metade do grupo teve permissão para cochilar por 2 horas, enquanto a outra metade permaneceu acordada, ensaiando e estudando o labirinto em suas mentes. Mais tarde, no mesmo dia, os participantes foram testados no labirinto mais uma vez.

Os resultados

Na realidade, o estudo descobriu que as pessoas que permaneceram acordadas, ensaiando a tarefa em suas mentes, não tiveram um desempenho tão bom quanto aquelas que tiveram permissão para dormir em um lugar tranquilo. 

Ainda mais surpreendente é que aquelas pessoas que se lembraram de ter sonhado com a tarefa melhoraram mais. Em média, eles tiveram um desempenho quase 6 vezes melhor do que o grupo acordado!

Em vez de simplesmente refazer o labirinto repetidamente em suas mentes, como aqueles que permaneceram acordados, o grupo que sonhou com a tarefa simplesmente fez conexões entre o labirinto e outros aspectos de suas vidas em seus sonhos. 

Por exemplo, alguns participantes relembraram um passeio por uma caverna de morcegos ou associaram o labirinto a músicas que ouviram no passado. Essas associações aparentemente aleatórias ajudaram a cimentar a forma do labirinto em sua memória.

O que significa 

Em outras palavras, durante o sonho, nosso cérebro determina quais informações aprendidas são importantes e quais devem ser lembradas a longo prazo. Dormir nos permite consolidar memórias que não seriam conectadas de outra forma, e isso nos ajuda a lembrá-las.

Este não é o único estudo, também. Vários outros estudos encontraram evidências de que o sonho desempenha um papel importante na consolidação da memória. Obviamente, sonhar é extremamente importante se quisermos nos lembrar melhor do que estamos estudando para o curso online enem

Conclusão

Vamos começar a tentar sonhar com mais afinco, e você também deve, porque se tudo correr como planejado, nosso aprendizado e memória aumentarão dramaticamente. 

Mas lembre-se: você não pode sonhar a menos que durma. Adicione o sonho à sua lista de razões pelas quais o sono é tão importante!

Me contem gostaram de saber dessas informações? Ficaram com dúvidas? Tem alguma sugestão de tema? Se sim, deixe abaixo nos comentários. 

Como calçados afetam a saúde dos nossos corpos

Quando se refere às pessoas ao redor, há muitas que estão colocando o calor nos cuidados de saúde a todo vapor hoje em dia. Mas quando observei com mais atenção, fui negligenciado sobre a saúde dos meus pés. 

A saúde do pé pode ser o ponto de partida para muitas  doenças, e vice-versa, pode ser o ponto de partida para a prevenção e tratamento da doença É por isso que vamos olhar para os sapatos, que desempenham um papel bem importante.

Que sapatos você está usando?

Podemos ver pessoas usando diferentes tipos de sapatos em suas vidas diárias. Por exemplo, botas de chuva, saltos altos femininos, sapatos masculinos, sandálias e tênis. 

Estes sapatos têm efeitos diferentes em nossos corpos! Em casos como botas de chuva, o  peso das botas e a dureza das solas podem causar dor na sola dos pés, tornozelos, panturrilhas, joelhos, pelve e lombar.

Isso porque as solas são duras, e a pressão é distribuída nos calcanhares – solas – e o chão na ordem do dedão do pé grande não andam normalmente. Saltos altos, fazem com que as costas fiquem em alta forma, o que causa uma mudança na postura em pé, o que afeta negativamente a saúde da coluna vertebral! 

Quando você usa sapatos com salto alto, seu corpo se inclina para a frente, certo? Para evitar cair, colocamos o centro do nosso corpo para trás, o que faz com que a barriga e o peito avancem e os quadris e a cintura se dobrem para trás.

Claro, as mulheres usam para fazer suas linhas parecerem boas ou não, mas pode aumentar a tensão na coluna, causando dor nas costas. Se você gosta de sapatos este  é um dos queridinhos das pessoas! Como a sola é curta, os sapatos apenas absorvem o choque do chão.

Se você está grávida, você está tirando todo o peso de seus pés, mas se você levar um choque do chão, não é bom para a sua saúde. Portanto, ao escolher qual comprar, é melhor escolher sapatos com uma sola ligeiramente maior e com uma sensação de amortecimento.

Chinelos e sandálias. Na forma de chinelos, todo o pé não pode ser fixado porque não há mecanismo de fixação para o calcanhar, por isso estica os tornozelos ao andar. Você também sentirá que seus pés não podem andar normalmente.

Como escolher os calçados certos

1. Salto acima de 5 cm

É sabido que sapatos com salto alto acima  de 5cm não são bons para o corpo, e hoje em dia há pessoas procurando sapatos de salto menores , como os saltos altos Anabela, saltos mais grossos. Recomenda-se que o salto seja bem menos que  5cm de altura entre 2-4 cm.

2. Sapatos com amortecimento moderado

Para aliviar os impactos nos tornozelos, articulações do joelho e coluna, recomenda-se escolher sapatos com uma sensação de amortecimento. É importante escolher sapatos que se encaixam no seu tamanho, sem fazer esforço ou apertar o pé.

3. Opte por usar tênis, sapatos sociais

Como já citado acima, as anabelas possuem um salto baixo e absorvem melhor os impactos. Sapatos sociais são uma boa opção é bem importante que eles tenham uma boa flexibilidade. Se for duro e apertado, pode causar dor e bolhas nos dedos.

Olhe meus sapatos

Não importa o quão bom seus sapatos sejam, há algumas coisas que você deve verificar. Este é sendo um adulto, uma criança, etc. Pais criando os filhos, por favor, dê uma olhada em detalhes.

Não importa o quão bom seus sapatos são, a sola dos seus sapatos vão se desgastando ao longo do tempo e pode causar um grande problema, se apenas uma sola está desgastada, o seu corpo inclina-se ligeiramente para um lado, causando dor em sua coluna, costas, pélvis, tornozelos e outros lugares.

Geralmente nos preocupamos demais com outras partes de nossos corpos que nem paramos para pensar de onde vem aquela dorzinha na coluna. Quando estamos com os pés doendo, costumamos dizer que andamos demais.

Mas a verdade pode ser bem pior que desculpas. Cuidem bem dos seus pés, pois eles são importantes para mantermos nossa saúde em dia. Hoje, revelamos algumas coisas sobre o impacto dos sapatos em nossos corpos!

Como Perder Peso Durante a Quarentena

Perder Peso Durante a Quarentena

Neste momento, a maioria de nós está confinado em casa. A parte boa disso é que agora você tem a oportunidade de entrar na melhor forma da sua vida. Se você quer perder peso em casa, agora é a hora de trabalhar!

Sim, isso exigirá trabalho e energia, mas a melhor parte é que você terá uma aparência e se sentirá melhor depois de tudo feito. 

Quem não quer voltar para o escritório com a melhor aparência possível? Ok, vamos começar.

A primeira coisa é que você tem que fazer, é assumir um compromisso consigo mesmo de que irá cumprir com isso. É tudo uma questão de mentalidade. Faça o que for preciso para certificar-se de que se compromete com esse empreendimento gratificante e, possivelmente, transformador. Algumas boas sugestões são fazer um quadro de visão de um corpo que você gostaria que se parecesse com o seu, que você pode manter em algum lugar do seu quarto ou casa para que possa vê-lo todos os dias. Outra boa ideia é capturar uma imagem do corpo dos seus sonhos e salvá-la como plano de fundo no seu telefone. Se você se sentir constrangido ao fazer isso, basta salvá-lo na tela de fundo, não na tela de bloqueio. Com esta imagem à sua frente, você poderá vê-la sempre que estiver olhando para o seu telefone.

Agora que você fez isso.

Comece acordando cedo. Entre 5h e 6h30. Dessa forma, você fará mais durante o dia. Saia da cama imediatamente e beba um copo d’água, de preferência esprema meio limão ou lima nele. O limão e a lima têm propriedades antioxidantes e anticancerígenas. Também ajuda a limpar o sistema digestivo e pode ajudar a aumentar o metabolismo.

Agora vista sua roupa de ginástica favorita e faça alongamento e HIIT (High Intensity Interval Training).

Treino HIIT 

A maioria desses exercícios dura apenas 30 minutos e são muito eficazes, pois queimam muitas calorias e objetivam a perda de gordura. 

A seguir, recomendo comer um café da manhã saudável e equilibrado. Boas opções são ovos com torrada de trigo integral ou se você for vegan cereal com frutas.

Agora você está pronto para começar o dia e como se sente melhor depois de um treino matinal ?!

Agora, como a maioria, você ainda terá que cuidar das crianças e trabalhar, mas não há dúvida de que você estará mais energizado do que nunca depois de terminar seu treino matinal e comer um café da manhã saudável.

Se você está procurando um lanche no meio da manhã, eu sugiro:

  • Iogurte de 
  • maçã ou qualquer fruta
  • Manteiga de amendoim 
  • Queijo cottage 
  • Amêndoas 
  • Cenouras com Hummus 
  • Protein Shake 
  • Abacate 
  • Azeitonas 

Não se esqueça de beber água continuamente. Tome um gole de água pelo menos a cada 30 minutos. 

Para o almoço, sugiro uma salada. No entanto, as saladas não precisam ser enfadonhas. 

Ideias para saladas 

Estar em casa significa que é mais fácil para você fazer “mini-pausas”. Eu sugiro caminhar pela sua casa pelo menos uma vez a cada 90 minutos. Isso ajuda na circulação e mantém seu corpo ativo. 

Existem também exercícios que você pode fazer enquanto trabalha em sua mesa, como levantamento de panturrilhas. 

Agora, depois de terminar seu dia de trabalho ou o que quer que esteja fazendo, este é o momento perfeito para se movimentar um pouco e fazer outro treino. Este será um estilo de Pilates mais relaxado, que se concentrará nas nádegas ou abdominais e, novamente, no alongamento do corpo. Esses treinos serão mais curtos e geralmente menos de 20 minutos.

Melhores exercícios noturnos.

Agora é hora do jantar e você deve comer algo que o encha, mas ainda leve. 

Peixe ou frango com vegetais ou alguma quinoa são uma ótima escolha.

Se ainda sentir fome, pode comer um pequeno quadrado de 75% de chocolate amargo como sobremesa. Ou você pode comer um punhado de amêndoas e um iogurte grego saudável.

Garotas, prometo que se seguirem essa rotina e se transformarem em um estilo de vida, terão um corpo tonificado incrível. No entanto, você precisa seguir essa rotina de segunda a sexta-feira. Nos fins de semana, se você puder fazer longas caminhadas ao ar livre e desfrutar da natureza, faça-o. Você também pode usar um dia de trapaça por semana, então escolha sábado ou domingo.

Se sentir fome a qualquer hora do dia, por favor, coma apenas um dos lanches acima mencionados.

Uma forma de ajudar a garantir que você está seguindo essa rotina é comprando APENAS alimentos saudáveis, dessa forma você não terá acesso imediato a junk food.

Com essa rotina você começará a ter o seu melhor corpo de todos os tempos!

Ah, e certifique-se de ir para a cama em uma hora razoável para que você tenha 7 a 8 horas de sono de beleza para fazer tudo de novo amanhã de manhã 

Boa sorte!

Relações sexuais e doenças crônicas: um aliado em seu tratamento

Quando você tem uma doença crônica, o sexo pode envolver uma mistura complicada de sentimentos, emoções e considerações práticas. Muitas pessoas diagnosticadas com uma doença crônica sentem grande tristeza e perda – e profunda preocupação com o que o diagnóstico significa para suas vidas. Como eles podem continuar a desfrutar do sexo é apenas uma dessas preocupações. 

O diagnóstico de uma doença crônica pode virar todo o seu mundo de cabeça para baixo – então, atividades cotidianas, como fazer sexo com seu parceiro, podem ser opressoras, difíceis, dolorosas ou até mesmo perdidas para você. Seu corpo pode não funcionar como antes ou você pode estar sentindo dor ou dificuldade de locomoção, o que pode tornar o ato sexual um desafio.

Mas o sexo ainda é muito possível quando você tem uma doença crônica. Se você e seu parceiro desejam ser criativos, na loja da Sexy It há vários produtos que ajudarão a apimentar esse momento de cuidados e intimidade física. Esses aspectos importantes de sua vida podem continuar – independentemente do seu diagnóstico.

Preocupações comuns sobre sexo e doenças crônicas

Ser diagnosticado com uma das principais doenças crônicas, como câncer, doença cardíaca, diabetes, artrite ou doença renal, pode ser devastador – e é comum sentir tristeza, perda, medo, frustração ou raiva.

Pensar em sexo neste momento pode ser opressor – outra preocupação além de todas as outras que você pode estar enfrentando, como:  

  • o choque do diagnóstico
  • o desgaste físico e as mudanças de tratamento
  • se preocupe com questões práticas como seu trabalho, família e finanças
  • mudanças na função do seu corpo
  • dor e desconforto.

O sexo também pode trazer à tona uma série de outros sentimentos. Você pode sentir:

  • menos atraente
  • Menos confiante
  • preocupado com como seu corpo se move ou funciona
  • ansiedade sobre os sentimentos do seu parceiro sobre você
  • preocupação com a dor durante a atividade sexual
  • menos energia e desejo por sexo.
  • Ansiedade e depressão são comuns entre pessoas com diagnóstico de doença crônica.  

Se seus sentimentos sobre sua doença crônica e seus efeitos em sua vida sexual forem opressores, você pode querer conversar com seu médico ou outro profissional de saúde.

Conselhos gerais sobre sexo e doenças crônicas

A intimidade física é essencial para a qualidade de vida e é especialmente importante se você vive com uma doença crônica. Quando um diagnóstico remove muito do que antes parecia “normal” para você, a atividade sexual pode ser uma grande fonte de conforto, prazer e intimidade. 

Mas ter uma doença crônica pode afetar profundamente seu relacionamento, bem como sua função e satisfação sexual. Algumas mudanças podem ser físicas, como mudanças em seu corpo, efeitos colaterais de medicamentos ou fadiga e dor. Outras mudanças podem ser psicológicas, como temores que você possa ter sobre sua capacidade ou desempenho sexual, ou sobre como seu parceiro o vê agora que você não está bem. 

Se seu amante agora se tornou seu cuidador, a dinâmica do relacionamento mudou consideravelmente e pode levar algum tempo para se ajustar. O aconselhamento pode ser útil.

Converse com seu médico ou profissional de saúde sobre sexo e quaisquer preocupações que você tenha. Se o seu médico não perguntar, tente tocar no assunto você mesmo. Quaisquer problemas que você tenha podem ser facilmente resolvidos. Nem todo médico é bem treinado nesse assunto, então é importante que você assuma a liderança e deixe de lado qualquer constrangimento, se puder. O Better Health Channel oferece dicas sobre como discutir questões delicadas com seu médico . 

8 dicas que podem ajudar você e seu parceiro:

1. Comunique-se

Discutir abertamente seus sentimentos e preocupações é a melhor maneira de resolverem os problemas juntos. Afirme suas necessidades com clareza, não apenas em relação à intimidade, mas também à vida diária

2. Leia

Aprenda tudo que puder sobre sua condição e o que isso significa para sua vida. Ter muito conhecimento pode torná-lo mais confortável conversando com seu médico sobre sexo também

3. Procure ajuda

Se os problemas parecem maiores do que você e seu parceiro, considere o aconselhamento. Às vezes ajuda ter uma perspectiva externa

4. Fique de olho um no outro

Observe se há depressão em seu parceiro. É natural sentir-se triste, mas a depressão é mais do que tristeza e precisa ser tratada. E observe a saúde geral também. Os cuidadores precisam de apoio e descanso

5. Reconheça sua perda

Tente aceitar que seu relacionamento pode mudar para sempre com o seu diagnóstico e veja se você pode criar um novo ‘normal’ para vocês dois.

6. Veja um amigo

Permanecer social e conectado pode ajudá-lo a se sentir mais positivo em relação à vida. Cuidado com o isolamento social, que pode ser comum entre pessoas com doenças crônicas

7. Lidar com o estresse

Questões de dinheiro, novas divisões de trabalho e responsabilidades familiares podem causar muito estresse. Tente resolver esses problemas para que não afetem sua vida, incluindo seu desejo de ser fisicamente íntimo

8. Considere a gentileza

Fazer algo de bom para seu parceiro todos os dias pode ajudar a construir intimidade e sentimentos de amor.

Conselhos sobre sexo e doenças específicas

Exatamente como sua doença pode afetar sua vida sexual depende de muitos fatores, incluindo seu diagnóstico, seu tratamento e prognóstico, e seus sintomas e efeitos do tratamento. Os conselhos a seguir podem ser um ponto de partida útil para você, mas converse com seu médico sobre suas circunstâncias específicas.

Sexo e doenças cardíacas

Sexo quando você tem uma doença cardíaca pode trazer alguns medos ou ansiedade. 

A maioria dos pacientes obtém aprovação do médico para retomar a atividade sexual cerca de uma semana após o tratamento.

A reabilitação cardíaca e a atividade física regular podem reduzir o risco da atividade sexual, mas converse com seu médico antes de retomar a atividade sexual em todos os casos.

Fale também com o seu médico se: 

  • você é uma mulher pensando em controle de natalidade ou em engravidar
  • você está passando por uma disfunção sexual (você precisa descobrir se ela está ligada à doença cardiovascular ou à ansiedade, depressão ou outra coisa)
  • você é uma mulher na pós-menopausa que precisa de tratamento hormonal
  • você está preocupado com o efeito da medicação no desejo ou função sexual.

Tente evitar comer uma refeição pesada ou beber álcool antes do sexo, porque ambos afetam o fluxo sanguíneo e podem reduzir o desempenho sexual.

Fale com seu médico antes de tomar medicamentos para a disfunção erétil. Em alguns casos, esses medicamentos podem ser prejudiciais aos pacientes cardíacos. 

Sexo e câncer

Quando você é diagnosticado com câncer , pode sentir choque, raiva, ansiedade ou depressão, e todas essas reações são perfeitamente naturais. Às vezes, esses sentimentos podem fazer você perder o interesse pelo sexo por um tempo. Alguns efeitos colaterais do tratamento podem fazer você se sentir menos atraente, menos sexual e sem energia ou desejo por sexo.  

Sentir-se deprimido é natural e geralmente passa assim que o tratamento termina ou os sintomas são controlados. Alguns efeitos colaterais do tratamento do câncer, como perda de cabelo e ganho de peso, costumam ser temporários, portanto, pode ser útil lembrar que você se sentirá mais como sempre.

Da mesma forma, quaisquer problemas sexuais após o diagnóstico de câncer geralmente melhoram com o tempo e a paciência. Mas se achar que precisa de ajuda, especialmente para discutir seus sentimentos e medos, é importante conversar com seu médico ou conselheiro. 

Se você está se sentindo deprimido, com medo de seu câncer, preocupado com os efeitos físicos duradouros (como a perda de uma mama) ou estressado com seu trabalho, responsabilidades familiares ou finanças, por exemplo, é importante conversar sobre suas preocupações com seu médico , conselheiro ou outra pessoa de sua confiança.

Se estiver sentindo dor, pode ser útil tomar uma dose de analgésico 30 a 60 minutos antes da atividade sexual.

Se a relação sexual for demais para você, o simples toque ou a intimidade de outras maneiras, como beijar, acariciar, massagear, falar ou dar as mãos, pode ajudar. Seu parceiro pode ajudá-lo a desfrutar da atividade sexual, despertando-o sem ter relações sexuais.

Obter ajuda nas atividades cotidianas, como pegar as crianças na escola, também pode ajudar com seu estresse e níveis de energia.

Pós pandemia: como anda a sua saúde física e mental?

mundo pos pandemia

Na verdade, não seria pós pandemia, uma vez que ela ainda não acabou. Então seria melhor perguntar: Passado um ano do início da pandemia, como anda a sua saúde?

Ouvimos as mais variadas histórias de pessoas que nunca tiveram nada e passaram a apresentar dor na coluna, dor no joelho, e sem falar do aumento de casos de ansiedade e depressão.

O problema é que muitas deixaram a sua própria saúde um pouco de lado, principalmente porque não queriam se deslocar até um consultório médico.

No entanto, outras recorreram à telemedicina. Por exemplo, buscaram um médico joelho que atende Unimed para tentar aliviar suas dores, muito em razão de ficarem muitas horas na mesma posição.

Esse é apenas um exemplo, mas o que percebemos é que agora alguns problemas de saúde estão ficando mais evidentes, e você já parou para pensar como anda a sua saúde?

A saúde física e mental durante a pandemia

A epidemia ligada ao coronavírus causou um impacto na nossa vida cotidiana, na nossa saúde física e mental.

Foram tantas mudanças no ano que passou que a maioria das pessoas ficaram um pouco perdidas, e com isso, negligenciaram um pouco a sua saúde.

De repente, exames de rotina que deixaram de ser feitos ou até poderiam estar sentindo algo diferente, mas acabaram adiando.

No entanto, uma pesquisa realizada por administradoras de planos de saúde mostrou um aumento considerável de consultas online, e a tendência é que isso continue.

É claro que dependendo do caso, é essencial o atendimento presencial, pois alguns diagnósticos exigem um exame físico, como por exemplo, uma artrose de joelho ou um problema de hérnia de disco na coluna.

Além disso, a situação pela qual estamos passando é difícil, e é normal se sentir estressado, ansioso ou até deprimido.

E assim como você deve cuidar da sua saúde física, é essencial prestar atenção à sua saúde mental.

Vale lembrar aqui também que algumas operadoras de planos de saúde estão disponibilizando aos seus clientes um atendimento voltado para a saúde mental.

E a razão é muito simples: houve um aumento considerável de casos de depressão, transtornos de ansiedade, de pânico, ao longo desse período de confinamento.

Como anda a sua saúde?

Hoje, é super comum ouvir as pessoas dizendo que durante a pandemia, deixaram de praticar exercícios físicos, não conseguiram manter uma dieta equilibrada e isso tem reflexo direto na saúde.

E sem falar que o trabalho home office pode gerar problemas de coluna, nos ombros, joelhos.

Só que os efeitos podem não aparecer agora, mas daqui a alguns anos. Por isso, você deve encontrar maneiras de cuidar da sua saúde agora, e assim, pode evitar muitos problemas no futuro.

Embora haja atualmente uma maior flexibilização, o ideal é continuar tomando alguns cuidados, e se possível, consultar seu médico para fazer um check-up.

E se você tiver uma doença pré-existente, o cuidado ainda é maior, principalmente para não agravar o quadro.

Agora, mesmo que a maioria dos médicos de planos de saúde estejam trabalhando normalmente, você pode optar pela telemedicina, que é um recurso oferecido por praticamente todos os planos.

Essa foi a forma encontrada para prestar toda a assistência às pessoas durante a pandemia, e dessa forma, recebessem o melhor atendimento.

Funciona da mesma forma que uma consulta presencial, pois a tecnologia permite a interação médico/paciente.

Por que é importante cuidar da sua saúde?

Pode parecer um pouco clichê e você provavelmente já deve ter ouvido isso milhares de vezes, mas é a mais pura verdade.

Assim como uma máquina, quando algo acontece com alguma parte do seu corpo, isso acaba interferindo nas outras. Por isso a importância de cuidar da sua saúde como um todo.

E permanecer em forma é a garantia para ter autonomia na velhice. Daí a indicação de se exercitar pelo menos 30 minutos, de preferência todos os dias da semana.

Os exercícios físicos, assim como uma boa alimentação, significam menos riscos de doenças e a capacidade de realizar suas tarefas com mais energia e motivação.

Saiba que muitas doenças estão relacionadas ao estilo de vida sedentário juntamente com uma dieta desequilibrada.

E nunca é tarde para se tornar fisicamente ativo e aproveitar todos os benefícios para a sua saúde.

Dicas para ter dentes mais brancos

Ter dentes mais brancos é o sonho de muitas pessoas. Além do caráter estético que um dente branco possui, também traz o aspecto de saúde para qualquer pessoa.

No entanto, tratamentos estéticos para deixar dentes mais brancos podem ser um investimento alto. E isso, infelizmente, pode ser inacessível para muitas pessoas.

Mas não se preocupe, neste artigo, nós separamos algumas dicas práticas para quem quer ter dentes mais brancos e com um aspecto mais saudável.

Faça higiene dental regularmente

Garoto escovando os dentes

Pode parecer uma dica trivial mas muitos pecam neste ponto.

A escovação de dentes, além de necessitar ser diária, é preciso que seja sempre após as refeições.

Portanto, escove seus dentes pelo menos três vezes e sempre após consumir alimentos ou  ingerir bebidas com açúcar. Não se esqueça também de passar fio dental diariamente.

Pessoas com implante dentário devem receber higienização regular, já que o acúmulo de resíduos podem ficar ao redor da coroa e do fixador.

Atenção ao escovar os dentes

Muitos usam força com a escova de dente.

E isso pode ser prejudicial tanto para o esmalte dos dentes quanto também causar lesões para sua gengiva. 

Portanto, para escovar os dentes da maneira correta, lembre-se de segurar a escova em um ângulo de 45 graus e faça movimentos que vão desde a gengiva até alcançar completamente o dente. Não é necessário usar muita velocidade. Logo após, faça os movimentos circulares

Escove também a língua

Não se esqueça de também escovar a língua.

A superfície lingual, devido a sua característica rugosa, pode acumular bactérias e restos de comida, o que além de ajudar a proliferar bactérias também causa mau hálito. 

Portanto, escovar a língua é um hábito que deve ser feito com sua própria escova ou com o limpador de língua que vem em muitas escovas de dente. 

Consulte seu dentista

Na dúvida, sempre consulte seu dentista. Ele é o profissional que poderá dar maior garantia para deixar seus dentes mais brancos.

Evite também comprar medicamentos que prometem melhorar o aspecto dental. Muitos podem causar prejuízo ao esmalte do dente. 

Além disso, o profissional poderá indicar um tratamento de branqueamento dentário.  O resultado aparecerá dependendo do sistema que o profissional adorará. Normalmente, leva de uma a duas semanas. 

Beba bastante água

O consumo da água é bom para todo o organismo e também essencial para a saúde bucal. 

A saliva é composta de 99% de água, portanto, mantenha-se sempre hidratado. 

Veja também nosso artigo sobre a hora de trocar o refil do filtro de água.

Tenha uma boa alimentação

Ter uma alimentação balanceada não é nenhuma novidade quanto o assunto é saúde. E isso não poderia ser mais verdade para quem quer dentes mais brancos.

Consumir verduras, legumes e frutas também pode influenciar na saúde bucal.

Além disso, sucos e refrigerantes com adição de corante podem também manchar os dentes. Café, infelizmente, também está nessa lista. Portanto, consuma em pouca quantidade e escove os dentes logo após. 

Além disso, dê preferência também aos seguintes alimentos:

  1. Maçã – Como a fruta é fibrosa, ajuda a limpar os dentes e também ajuda no fluxo salivar e também aumenta a sensação de saciedade (ótimo para quem quer emagrecer);
  2. Pera – Traz diversos benefícios e também ajuda a eliminar a placa bacteriana.
  3. Gengibre – É um grande aliado na limpeza bucal e também atua como anti-inflamatório, tornando os tecidos da boca mais saudáveis.
  4. Pepino – ajuda a limpar os dentes e a remover bactérias.
  5. Morango – Graças ao ácido málico, ajuda a retirar manchas naturalmente.

Escolha um enxaguante bucal 

Como você sabe, ter um enxaguante bucal é importante para evitar cáries. No entanto, alguns podem conter clorexidina, que pode causar escurecimento dos dentes.

Portanto, uma boa escolha do enxaguante bucal pode fazer toda diferença para deixar os dentes mais brancos. 

Evite fumar

Além dos problemas de saúde causados pelo cigarro, o cigarro também contribui para amarelar os dentes.

O uso do tabaco causa escurecimento dos dentes por liberar substâncias com pigmentação escura, causando manchas e amarelamento dentário. 

O uso do cigarro também pode alterar o pH bucal, também diminui a hidratação dos dentes e gera mau-hálito. 

Evite tomar café

Alimentos com corante, como o café e o vinho, podem amarelar seus dentes. Portanto, evite-os o máximo possível. 

Caso não seja possível, escove os dentes logo após o consumo.

Conclusão

Este foi nosso artigo com dicas para ter dentes mais brancos. 

Sem dúvida, ter dentes mais brancos é um grande desejo da maioria das pessoas. Com as dicas acima e com os cuidados propostos, você poderá ter dentes mais saudáveis e bonitos.

Esperamos que você tenha gostado das nossas dicas. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais favoritas. 

Importância da fisioterapia no tratamento da ATM e DTM

Diversos problemas que surgem na boca, ou em regiões próximas, podem não estar relacionados apenas a problemas bucais, mas sim com outras funções do organismo e regiões próximas, como é o caso da ATM e DTM.

De modo a auxiliar na identificação desse problema e na melhora da condição, neste artigo falaremos sobre o que é ATM e DTM, quais são as causas, o que elas proporcionam, as formas de tratamento e, especialmente, a importância da fisioterapia para recuperação dos pacientes que possuem essas condições.

O que é ATM?

ATM Como resolver

ATM é a designação para a sigla Articulação Temporomandibular. De modo geral, a ATM diz respeito a um conjunto de músculos e articulações localizadas na face, mais próximo da boca e da bochecha.

Esses músculos e articulações que correspondem a ATM são os principais responsáveis pela movimentação do maxilar, que é um osso do crânio, localizado na região da boca. 

Ou seja, essa é a estrutura responsável pela movimentação da arcada dentária superior, sendo um osso de fundamental importância para a estrutura dos dentes e sua movimentação.

Além disso, como o maxilar é o responsável pela movimentação da arcada dentária superior da boca, ao mesmo tempo, ele também é o responsável por diversas ações importantes que realizamos cotidianamente, tais como:

  • Mastigação;
  • Fala;
  • Abertura da boca;
  • Fechamento da boca.

O que é DTM?

Já a DTM (Disfunção da Articulação Temporomandibular), por outro lado, se refere aos problemas que podem ocorrer na ATM, comprometendo a movimentação, podendo ocorrer por diversos motivos.

Naturalmente, são problemas crônicos, ou seja, que permanecem independentemente do dia, podendo também ser resultado de movimentações inadequadas, que causam uma “inflamação” no músculo.

Para resolver essas disfunções, pode ser necessário tratamentos odontológicos variados, dependendo do nível da disfunção e o que está causando esse problema, além de procedimentos de outras áreas, também dependendo da gravidade e grau de incômodo. 

Dessa forma, para ter uma noção maior do que realmente está acontecendo, o que está causando essa condição e como solucionar, é essencial procurar um especialista.

No entanto, além disso, existem alguns sintomas que podem ser indício desse problema e auxiliar no diagnóstico e procura do profissional.

Alguns incômodos característicos dessa condição e, quando observados, fica mais fácil identificar se existe um problema relacionado à DTM são: 

  • Dores na boca;
  • Limitações para abrir a boca;
  • Dores crônicas de cabeça;
  • Zumbidos;
  • Sensação de entupimento no ouvido.

Causas da DTM

As causas dessas disfunções, como mencionado, podem ser diversas, nem sempre relacionadas exclusivamente a problemas bucais. 

Além disso, ainda hoje é uma doença pouco conhecida, ou seja, muitas vezes, é difícil de encontrar ao certo a origem dessa condição. 

Apesar disso, em certos casos, dá para identificar padrões que permitem um diagnóstico mais preciso do que originou a disfunção, como:

  • Traumas na mandíbula;
  • Postura inadequada;
  • Morder a bochecha e os lábios sem parar;
  • Apneia do sono;
  • Estresse de modo geral.

Como essa condição pode estar muito relacionada ao estresse, existem diversos especialistas que afirmam que ter hábitos saudáveis pode ser o suficiente para prevenir a DTM, pois o estresse pode ser o principal influenciador das outras causas citadas em nossa lista.

Nesse sentido, evitar o estresse é ainda mais importante pois pode ajudar a prevenir de diversos distúrbios, problemas psicológicos e doenças corporais.

Por isso, a recomendação é sempre, além do acompanhamento profissional e tratamento indicado, ter hábitos saudáveis, tanto relacionados à alimentação como práticas de exercícios físicos, evitando o desgaste emocional e físico.

Além disso, evitar problemas com vícios, como bebidas alcoólicas e cigarro, também é muito importante. Esses vícios também atrapalham a busca de uma vida saudável e, além disso, podem trazer sérios problemas para a saúde física, mental e dos dentes.

O cigarro, por exemplo, desgasta os dentes e pode, inclusive, apodrece-los. 

Em casos mais “leves”, quando o vício foi controlado, o cigarro pode apenas tornar os dentes amarelos, fazendo com que as pessoas precisem de tratamentos estéticos para recuperar a tonalidade branca, como o clareamento dental.

Já em outros casos, prejudica-se toda a estrutura, impactando até na movimentação da arcada, o que pode intensificar os problemas com a DTM.

Tratamentos para DTM

Visto que é possível prevenir esse distúrbio tendo uma vida mais saudável, controlando hábitos prejudiciais e cuidando da saúde mental e física,é essencial manter boas práticas na rotina. 

No entanto, reconhecer os tratamentos e controles para a doença também é imprescindível para a manutenção da saúde, principalmente porque os traumas também podem ser responsáveis pela origem do quadro.

Por isso, é importante entender um pouco mais sobre os possíveis tratamentos para esse tipo de problema, onde procurar e como eles funcionam.

O tratamento escolhido para essa condição depende muito do grau de avanço da doença. 

Quando esse distúrbio afeta a movimentação da mandíbula e outras áreas conectadas a ela, pode ser necessário realizar fisioterapia para ir retomando a condição normal de mobilidade, reduzindo possíveis tensões musculares.

Quando é recomendado a fisioterapia para correção de problemas na Articulação Temporomandibular, ela pode ocorrer em 3 fases. Confira:

Primeira fase

Os primeiros passos para tratamento dizem respeito ao controle das dores relativas a essa condição, soltando a musculatura afetada. 

Assim, alguns exercícios podem ser necessários para o relaxamento e movimentação, sendo distribuídos em etapas como:

  • Relaxamento da musculatura orofacial e cervical;
  • Soltura da musculatura intraoral;
  • Movimentações para amenizar a dor no local;
  • Controle dos processos inflamatórios que podem acontecer.

Segunda Fase

Na segunda fase, o foco é mobilizar as áreas afetadas, essencialmente a coluna cervical, a própria articulação temporomandibular, além de realizar exercícios para melhora da postura que também pode ser afetada pela dor ocasionada na região.

Terceira fase

A terceira e última fase tem o foco principal em ativar as musculaturas afetadas e reposicionamento da mandíbula, que pode estar inadequada – principalmente em quadros de trauma – de modo que a condição seja controlada.

Dessa maneira, a fisioterapia tem como objetivo soltar, relaxar, ajeitar e estimular as musculaturas e articulações afetadas, evitando que esse problema continue atrapalhando a vida dos pacientes.

Mais ainda, por conta do longo período que as pessoas passaram tendo esse distúrbio, pode ser necessário um acompanhamento psicológico para readequar a rotina e questões de ansiedade, justamente por ser uma condição bastante problemática para quem a tem.

Além disso, outros tratamentos podem ser necessários para recuperação da cavidade oral, já que sua estrutura também pode ser afetada, como os dentes que podem sofrer com uma higienização inadequada devido a mobilidade reduzida, ou mesmo com quadros como o bruxismo que podem ocasionar a quebra das estruturas.

Em casos mais graves, em que a fisioterapia não foi o suficiente para recuperar e melhorar a condição da articulação, pode ser necessário um processo cirúrgico, principalmente para reposicionamento da mandíbula.

Impactos da DTM na saúde bucal e procedimentos para correção

Como a DTM é uma disfunção que afeta o posicionamento do maxilar e da mandíbula, ela pode acabar afetando também a posição da arcada dentária. 

Em casos mais sérios, inclusive, ela pode mover totalmente partes dos dentes, deixando-os completamente tortos e fora de lugar.

Isso pode inclusive acontecer com o tempo, sendo também um dos sintomas de que a pessoa possui essa condição. 

Se ela perceber que a mordida está danificada, pode ser um sinal importante de que ela possui uma disfunção temporomandibular e precisa consultar um especialista. 

A mudança estrutural dos dentes é um dos problemas mais comuns encontrados em consultórios odontológicos, e os especialistas possuem diversas formas de tratar esse tipo de situação. 

Cabe ressaltar ainda, que o próprio mau posicionamento dentário pode ser um fator de risco para a DTM. 

Isso porque a movimentação para realizar a mordida pode contribuir para um processo de inflamação da musculatura, já que pode ser inadequada e forçar o movimento para que a mastigação, por exemplo, seja feita com qualidade.

Deste modo, é importante também realizar o devido acompanhamento desse quadro, independentemente de ser uma consequência ou origem da DTM.

O tratamento com aparelho ortodôntico, por exemplo, é muito recomendado para pacientes que possuem problemas estruturais na mordida e precisam passar por um processo de correção. 

Ele é indicado quando o paciente possui dentes separados, mordida incorreta, diferença na posição da arcada dentária superior e inferior, dentes tortos, entre outros quadros, como apinhamento e má oclusão.

Dessa forma, o tratamento com aparelho dentário é muito comum nas clínicas e consultórios de odontologia, principalmente pelos benefícios proporcionados e pela grande variedade de modelos de aparelhos que existem, como o aparelho fixo, móvel, invisível e transparente. 

Em relação aos modelos, cada uma das estruturas para aparelhos possuem uma aparência e funcionam de maneira específica para a correção dentária, devendo ser escolhidas conforme a necessidade do quadro, além dos desejos e hábitos do paciente. 

Para isso, profissional e cliente devem realizar um planejamento adequado e, em comum acordo, escolher o melhor tratamento.

Outro tratamento que pode ser necessário e que ajuda na correção da estrutura dos dentes é a lente de contato dental.

Nesse caso, o procedimento pode ser indicado para corrigir aspectos como quebras e manchas na estrutura dental originados pela DTM.

Além disso, a colocação da lente pode ser realizada para outros aspectos estéticos, como alinhamento do sorriso e correção de sua coloração e dimensão, contribuindo para a autoestima do paciente.

Procure ajuda sempre que necessário

Como vimos, a DTM pode ser uma disfunção bastante incômoda e, se agravada, pode trazer sérios problemas para a vida e saúde geral.

Entre diversas recomendações, é preciso destacar que alguns quadros da DTM podem ser evitados/controlados de maneira relativamente simples, bastando viver uma vida com hábitos saudáveis e cuidando bem dos dentes.

Entretanto, ao primeiro sinal de que você pode possuir essa disfunção, é importante buscar ajuda. 

A DTM pode afetar diretamente a qualidade dos dentes e a qualidade de vida ao impactar outras regiões do corpo, podendo, inclusive, em casos mais graves, fazer com que as pessoas percam os dentes e precisem utilizar um implante dentário ou demandem terapias mais intensas para correção de postura e redução de dores diversas.

Dessa forma, ter hábitos saudáveis, cuidar bem da higienização bucal e buscar ajuda de especialistas é uma ótima maneira de prevenir e controlar diversas doenças relacionadas à saúde da boca, que podem afetar diretamente a saúde física e mental, trazendo sérias consequências.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações, dicas e conteúdos ricos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Aromaterapia: como utilizar para obter o máximo dos benefícios

A aromaterapia ajuda a corrigir o humor, a fim de melhorar a saúde física e mental. Existem várias maneiras de usar a aromaterapia para obter o máximo de benefícios. Há muitas ervas ou ingredientes naturais que podem ser transformados em aromaterapia, como lavanda, rosa, jasmim, menta, limão, maçã e sálvia.

A aromaterapia é amplamente utilizada como terapia adicional e alternativa. Pode ser feita em casa ou em um centro de beleza, como um spa, também pode ajudar as pessoas a se sentirem mais confortáveis ​​em geral.

Como funciona a aromaterapia

A aromaterapia atua estimulando os nervos do nariz e do cérebro. Quando inalamos vapores de óleos essenciais, o aroma entra na cavidade nasal e estimula o sistema nervoso do cérebro, que desempenha um papel na regulação das emoções.

Existem muitas ervas que podem ser usadas como aromaterapia. Essas plantas podem ser cultivadas para flores, raízes, frutos e folhas. Até mesmo plantas herbáceas como kencur e capim-limão podem ser transformadas em aromaterapia.

O aroma dos óleos essenciais estimulará a área do hipotálamo no cérebro a produzir o hormônio serotonina, que melhora o humor. Não só isso, a aromaterapia também pode estimular o sistema nervoso, que regula a frequência cardíaca, pressão arterial, resposta ao estresse e respiração.

Quando usadas topicamente, as moléculas de óleos essenciais podem causar certos efeitos, como coceira na pele ou alívio de dores nas articulações. Mas às vezes os efeitos podem ser negativos, por exemplo, irritação ou inflamação.

Benefícios da aromaterapia

Vários estudos mostraram que a aromaterapia tem vários benefícios para a saúde, incluindo:

  • Relaxar corpo e mente;
  • Melhore a qualidade do sono e ajuda a aliviar a insônia;
  • Alivia dores como menstruais, cálculos renais ou osteoartrite;
  • Ajuda a reduzir o estresse;
  • Combate bactérias, vírus e fungos quando aplicado na pele;
  • Aumente a imunidade;
  • Melhore a digestão;
  • Alivia a ansiedade durante o parto;
  • Alivia dores de cabeça e enxaquecas;
  • Alivia as náuseas.

No entanto, a aromaterapia não pode ser usada como tratamento primário para tratar doenças. Os vários benefícios da aromaterapia mencionados acima são tratamentos adicionais ou alternativos.

Além disso, a eficácia e segurança do uso da aromaterapia ainda não foram demonstradas e mais pesquisas são necessárias.

5 Maneiras de usar a aromaterapia

Para colher os benefícios, existem várias maneiras de usar a aromaterapia à sua escolha, a saber:

1. Meng inalar aromaterapia a vapor

Acredita-se que a inalação de vapores de aromaterapia, especialmente óleo de eucalipto, alivia os sintomas de resfriados e congestão nasal. O truque é misturar 1-2 gotas de óleo de aromaterapia em uma tigela com água morna, inclinar a cabeça sobre a pia e cobrir com uma toalha. 

Inspire o vapor que sai da água morna, por 5-10 minutos. Ou se você não quiser se incomodar, você pode apenas inalar o algodão que recebeu 1-2 gotas de óleo de eucalipto.

2. Use difusor

O difusor aromatizador é uma ferramenta usada para converter o vapor e óleos de aromaterapia estendida por toda a sala. Existem vários tipos de difusores, sejam cerâmicos (forno) com cera, ou elétricos. Certifique-se de que a aromaterapia difusora não seja usada por muito tempo em casa, especialmente se um dos moradores da casa estiver grávida ou tiver certas condições médicas.

3. Duche

Imersão em água morna com algumas gotas de óleo de aromaterapia pode aliviar o stress. Você pode usar óleos essenciais de lavanda, bergamota, capim-limão, jasmim, rosa, tomilho, limão, alecrim ou frutas cítricas.

4. Para massagens

Ao massagear seu corpo, você pode misturar óleo de aromaterapia com óleo de massagem. Além de relaxar o corpo, essa mistura de óleos também pode reduzir as cólicas menstruais e aliviar os sintomas da menopausa.

No entanto, em algumas pessoas, os óleos de aromaterapia podem causar alergias e irritação na pele. Portanto, evite usar óleos de aromaterapia em excesso e certifique-se de que o óleo foi diluído ou misturado com outros óleos.

Observe também que não aplique óleo de aromaterapia em nenhuma parte do corpo que apresente hematomas, erupções cutâneas, inflamação ou feridas.

5. Produtos de cuidado corporal

Existem vários produtos de cuidado corporal, como loções ou esfoliantes, que contêm óleos essenciais. Alguns óleos essenciais também são feitos especialmente para serem aplicados diretamente na pele, a fim de perfumar o corpo.

Apesar de seus muitos benefícios, a aromaterapia também tem seus riscos. Portanto, certifique-se de entender muito bem como usá-lo. Se você não estiver em certas condições médicas, é aconselhável consultar um médico antes de usar a aromaterapia.

Como saber a hora de trocar o refil do filtro de água?

Muitas pessoas possuem um filtro em casa, mas nunca sabem como saber a hora de trocar o refil do filtro de água.

Afinal, sabemos que o refil está ali para ser trocado, mas quando isso precisa ser feito? Qual é o indicador?

Por isso, continue lendo o artigo, pois iremos falar em que momentos você pode saber que está na hora de trocar o refil do filtro.

Como saber a hora de trocar o refil do filtro de água?

Se você tem um purificador de água em casa, você deve saber que tem uma hora certa de trocar o seu refil. Seremos seu Salvador, pois explicaremos tudo sobre purificadores de agua.

Afinal, como o filtro de água funciona? Ele possui um refil, que tem como função filtrar a água para tirar as impurezas que podem estar vindo com ela.

Mas, com o passar do tempo, o filtro já segurou tanta impureza, que elas começam a se acumular ali e a prejudicar a eficiência do filtro.

Em alguns casos, precisamos até de um serviço de assistência, pois o problema pode ir além disso.

Mas, é preciso trocar esse refil, para garantir a maior eficiência possível do seu filtro de água e garantir uma água limpa para você e para a sal família.

Apesar de muita gente saber que é necessário fazer essa troca, muitas pessoas não sabem a hora de trocar o refil do filtro de água.

Portanto, separamos aqui uma lista com algumas dicas para você saber que chegou o momento de realizar essa troca, caso contrário irá prejudicar a qualidade da sua água.

Se você sentir um cheiro ou gosto diferente

Bom, a primeira dica é sempre ficar atento ao gosto, ou simplesmente ao cheiro da água que você está bebendo.

Muitas vezes sentimos que ela está um pouco diferente, mas não sabemos identificar muito bem qual é o problema.

Pois, as vezes o problema é que o filtro está sobrecarregado e não está funcionando como ele deveria estar.

Portanto, é nesse momento que você deve abrir o filtro, e fazer a substituição do refil para ter uma água de alta qualidade novamente. 

Quando a vazão ficar reduzida

Muita gente não presta atenção nisso, e acaba nunca sabendo quando está na hora de trocar o refil do filtro de água.

Pois, muitas vezes a água não está com cheiro ou gosto diferente, mas já está sim na hora de trocar o filtro.

Então, em alguns casos, você poderá reparar que a vazão de água saindo pelo seu filtro diminuiu.

Ou seja, está demorando mais tempo para encher o seu como, está com uma velocidade menor.

Isso significa que tem muita impureza no refil do filtro, impedindo que uma maior quantidade de água passe de uma vez só.

Portanto, quando isso acontecer, você deve realizar a troca do refil do filtro, pois está na hora.

Se a cor da água tiver alterada

Ás vezes, o sabor da água não muda, mas a sua cor pode ser alterada, mesmo que seja levemente alterada.

Não precisa ser muito alterada, não espere uma água de cor escura. Mas, em alguns casos, ela fica levemente mais escura do que o normal.

Portanto, o ideal seria ficar atento a tonalidade da água. Pois, se o filtro não está funcionando como deveria, algumas impurezas podem passar pelo filtro mudando a cor da água.

Quando você consegue ver no próprio aparelho

Existem dois casos em que você consegue ver no próprio filtro que o refil precisa ser trocado.

Quando o refil no filtro é facilmente visto e alcançado. Nesse caso, você consegue perceber quando ele está cheio, até mesmo pela sua coloração.

Mas, além disso, nos filtros mais modernos há uma luz que começa a piscar quando o refil deve ser trocado para lhe avisar.

Conclusão

Então, agora você já sabe como saber a hora de trocar o refil do filtro de água da sua casa, ou do seu escritório.

E aí, esse artigo lhe ajudou? Se sim, deixe aqui seu comentário.